STJ reconhece nulidade de citação recebida por porteiro antes do novo CPC